Agir Comportamento

7 dicas para diminuir a ansiedade

A ansiedade é um mal que pode não ter cura, mas com alguma técnicas é possível controla-la

A ansiedade é o mal que mais tem afetado pessoas no mundo inteiro, e o Brasil é atualmente o país com mais casos dessa alarmante situação. Quem sofre de ansiedade sabe como é ruim ter que conviver com medos, desconforto, insegurança, falta de otimismo e de vontade entre outros fatores terríveis.

O tratamento para pessoas com ansiedade pode ser feito com terapias e com remédios, dependendo do caso. Mas também existem alternativas que todos podem fazer para minimizar os efeitos e controlar a ansiedade. Veja alguns exemplos.

 

Controle da respiração

Quando temos uma crise de ansiedade, a respiração é logo alterada. Por isso, preste muita atenção em como você está respirando. Em geral você vai perceber que está respirando apenas pelos pulmões e com inalações curtas e rápidas. Nesse momento, relaxe e respire fundo pelo nariz, fazendo com que o ar vá para a região do baixo ventre. É como encher a barriga e depois fazer um pouco de força para baixo, na direção da virilha. Segure a respiração por 2 segundos e solte o ar pela boca. O tempo também conta, sendo o ideal que a inspiração leve de 2 a 4 segundos e a expiração de 4 a 8 segundos. Repita essa forma de respiração por uns 5 minutos e sinta que a sua mente vai ficar mais relaxada.

 

Exercícios físicos

Quando praticamos exercícios, nosso organismo libera serotonina, uma substância que é conhecida como hormônio do prazer. Não precisa ser nada pesado, ao contrário, uma caminhada de 20 minutos, alongamentos, uma partida de futebol, natação, etc. Além disso, você perde aqueles quilos a mais e ganha força, o que é essencial para uma vida com mais tranquilidade.

Qualquer atividade física exige concentração, o que é difícil para quem sofre com ansiedade, ou seja, ao se exercitar, sua mente foca em uma atividade prazerosa, eliminando os pensamentos ruins.

 

Corte de stress

Parece difícil diminuir ou eliminar o stress, mas a ideia aqui é que você pelo menos fuja de algumas situações. Por exemplo, se ir em um supermercado quando ele está cheio te deixa estressado, programe suas compras para horários mais tranquilos, como depois do almoço ou perto da hora dele fechar. Analise todas as situações que causam stress em você e crie alternativas para cada uma delas.

 

Fazer coisas diferentes

A ansiedade nos torna prisioneiros de nós mesmos, ainda mais quando temos uma rotina diária muito repetitiva. Por isso, faça coisas diferentes. Pegue um caminho diferente para o trabalho, vista roupas com cores que você não costuma usar, leia livros diferentes, ouça músicas diferentes. Isso faz com que o cérebro se force às adaptações, criando uma nova energia mental.

 

Anote os picos de ansiedade

Pegue um caderno e anote quando um pico de ansiedade começou, porquê ele começou e quando aliviou. Esse histórico pode te ajudar a prever os picos e assim conseguir controla-los mais rapidamente.

 

Durma mais cedo e acorde mais cedo

Parece uma bobeira, mas para quem tem ansiedade dormir cedo faz muita diferença. Durma por 8 horas, acorde de manhã e pense em ter um dia produtivo, já que está bem descansado. E por que acordar cedo? Porque nosso cérebro nos faz sentir culpados quando acordamos tarde! E esse sentimento de culpa, mesmo que oculto, gera ansiedade.

 

Cuide da alimentação

Esse é um cuidado que todos devemos ter, mas no caso de pessoas com ansiedade a alimentação pode ser uma grande aliada. Evite cafeína (café, chocolate, chá verde e outros) e alimentos gordurosos ou com muito açúcar ou muito sal, de modo a facilitar sua digestão e se sentir mais leve. O triptofano, um aminoácido presente em amêndoas, ovo, carne de frango, queijos e outros, é um excelente tratamento natural, porque ele melhora o humor e nos faz sentir bem-estar.

Assine nossa Newsletter





Advertisement