Bem-estar Sentir

MENOPAUSA E CLIMATÉRIO – ENTENDA UM POUCO MAIS

Menopausa  e  climatério, são dois termos “irmãos”, que se referem à mesma fase da vida da mulher, mas servem para designar momentos diferentes desse processo.Apesar de ser mais comum perto dos 50 anos, é normal que a menopausa ocorra um pouco mais cedo, aos 40.

A menopausa é a última menstruação, que geralmente ocorre por volta dos 50 anos, neste periodo é considerado como o fim de seu tempo reprodutivo.

Já o climatério é o conjunto de sintomas que surgem antes e depois da menopausa, causados, principalmente, pelas variações hormonais típicas desse período, e que podem ocasionar uma série de flutuações no ciclo menstrual. Nessa fase de transição, é comum que as menstruações fiquem mais espaçadas. Por isso, a menopausa só é “diagnosticada” após a mulher passar pelo menos 12 meses sem menstruar.

Baixa produção de hormônios- Sinais e Sintomas

Com o fim da menstruação, há uma diminuição na produção dos hormônios sexuais femininos, o que pode resultar em uma série de mudanças no corpo da mulher, sentidas a curto, médio e longo prazos.

Com a chegada da menopausa podem causar calor, alteração no humor – com possíveis episódios de irritação e depressão -, tontura, dor de cabeça e baixa libido. A médio prazo, além da diminuição do desejo sexual, pode ocorrer também atrofia urogenital, com o afinamento e o ressecamento da mucosa que reveste a vagina, causando, em muitos casos, dor durante o sexo.Pode haver uma maior propensão não só à osteoporose, mas também a doenças cardiovasculares.

Cada caso é um caso

Cada paciente deve ser avaliada individualmente, não apenas para determinar o tratamento melhor e mais seguro, mas ainda para verificar sua aceitação.

A reposição hormonal é o tratamento mais utilizado. Entretanto, é necessário avaliar se não existem contraindicações, como histórico de câncer de mama e de endométrio. Ou, ainda, uma limitação relativa, como a trombose.

Outra opção é o tratamento com fito-hormônios, que são de origem vegetal e têm composição parecida com a das substâncias produzidas pelo organismo. No entanto, apesar de terem ação similar, eles são, geralmente, menos potentes, e também apresentam contraindicações e efeitos colaterais.

Hábitos saudáveis

Um estilo de vida saudável, com alimentação balanceada, exercícios regulares e lazer, pode aliviar os sintomas do climatério – que além de serem causados pelas variações hormonais, também são fortemente influenciados pelo nível de estresse.

Uma providência que a mulher deve tomar o quanto antes é evitar o tabagismo. O hábito, além de causar uma série de doenças cardiorrespiratórias e câncer, pode antecipar a ocorrência da menopausa em um a dois anos.

A atividade física e a ingestão de alimentos ricos em cálcio ajudam a mulher a alcançar um maior pico de massa óssea na juventude, o que pode funcionar como uma espécie de reserva para minimizar a osteoporose. O desenvolvimento e o agravamento da doença, que causa perda gradual de massa óssea, aumentando o risco de fraturas, podem acontecer em decorrência da menopausa.

Fonte para pesquisa

  •  Manual de atenção à mulher no climatério/menopausa:  portal.saude.gov.br/portal/arquivos/pdf/manual_climaterio.pdf
  • ww.pfizer.com.br/noticias/Menopausa-e-climatério-qual-diferença
Glória Cristina Porto Coelho

Glória Cristina Porto Coelho

Eu, Glória, nasci aqui nesta cidade (São Paulo), que muitos dizem caótica, mas que me acolhe tão bem. Sinto-me honrada por ter meus pais como companheiros, nesta viagem aqui na terra, pessoas sábias que do seu modo me ensinaram a ética e valores que trago comigo até hoje. Com eles aprendi o que é a verdadeira compaixão e entendi a necessidade da colaboração entre as pessoas e o gosto pela terra, pela natureza, pelas plantas e pelo trabalho.
Escolhi estudar Farmácia-Bioquímica sem mesmo saber que ela me levaria na trilha do autoconhecimento, pois a partir das indagações de como melhorar a saúde das pessoas que tanto gosto, descobri que aquilo que tinha nas mãos, apesar de ser uma ferramenta fantástica, “os medicamentos”, eles em algumas vezes não melhoravam as condições de bem-estar e harmonia do ser humano. Foi então que iniciei a busca pelo link oculto entre o científico e o "sentir”, e descobri que há outras ferramentas que melhoraram as condições internas e psicológicas, que necessariamente não passam pelo medicamento, por isso cursei Homeopatia e Naturopatia, onde aprendi sobre aromaterapia, massagens, reiki, noções de cromoterapia e PNL, enfim, percebi mudanças internas e nos outros também. Aliando o trabalho em farmácia com manipulação, que transforma as matérias primas em medicamentos, com as orientações e palavras de conforto, fui apreendendo que a boa vontade em ajudar era a grande ferramenta para dar o start na melhora das pessoas.
O encantamento foi tanto que me especializei em Acupuntura e Fitoterapia, tudo na busca de recursos para o bem-estar do ser humano.
Estudei biologia molecular e me deparei com as verdades da física quântica, a energia do ambiente, enfim tudo se interliga - a ciência, o sentir, as energias.
Percebo que há inúmeras gavetas, portas, “chaves e fechaduras” e elos que acessam a vida dentro de mim, me tornando consciente do meu presente e do meu viver. Sei que posso aliar estas ferramentas e me tornar uma mestre em minha própria vida. Cada vez mais me apaixono por todas estas ferramentas disponíveis que posso utilizar no meu dia a dia.
Estou certa de que quero e sou capaz de passar algumas dicas para vocês, referente à jornada que busca apenas tão somente um bem viver.
Obrigada, muito obrigada sempre!

Comentar

Clique aqui para fazer um comentário

This site uses Akismet to reduce spam. Learn how your comment data is processed.