Agir Comportamento

FIM DE ANO

Fim de Ano!

Ontem me dei conta que faltam 15 dias para o próximo ano. Mas que final
de ano esquisito… ao menos para mim!

Parece que o ano não acabou, que muitas coisas ainda devem ser feitas e
que tenho tempo.

De fato, o tempo é uma questão estranha.
Para alguns, o tempo demora a passar… Para outros, o tempo voa…

Afinal, do que é feito o tempo? De minutos? Horas?
Ou de experiências vivas e da percepção das experiências?
Dos desejos e sonhos? Ou muitas vezes de uma realidade difícil?

Será ainda o fim do ano, uma data parecida com uma chegada ou meta, a
alcançar? E em lá chegando, podemos dizer: Ufa! Consegui!

Consegui o que? me pergunto…

Este ano aprendi muitas coisas.
Que às vezes uma simples curiosidade pode se tornar uma experiência
extremamente enriquecedora e cheia de boas surpresas.
Que o planejado, nem sempre se torna possível, mas para realizarmos
algo, é necessário um plano, um sonho, mas nem sempre chegamos ao
destino programado.

Se formos capazes de ter um olhar amplo, se conservarmos em nós a
capacidade de nos surpreender e ver além daquilo que enxergamos,
certamente iremos somar novas e inesperadas vivências, e assim transpor
e enriquecer nossa capacidade de viver coisas inusitadas!

Que o novo ano venha cheio de surpresas, que possam nos fazer pensar e
flexibilizar as nossas teimosias!

Miriam Halpern

Miriam Halpern

Miriam Halpern, Psicóloga, mãe e avó. Hobby preferido, viajar e conhecer o modo de vida de outros países e culturas.
Fiz psicologia, já com os 3 filhos em casa. Fui mãe tempo integral durante 8 anos, ate que, estimulada por problemas domésticos (o filho do meio nasceu
deficiente auditivo), procurei me profissionalizar em escutar e ajudar famílias que passavam pelo mesmo que eu. Desde então não parei de estudar e trabalhar.
Após o curso de psicologia, fiz formação em Psicanálise na Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo, instituição ligada a International Psychoanalitical Association de Londres, da qual sou membro efetivo e
docente.
Não satisfeita, fiz mestrado em Distúrbios do Desenvolvimento, na Universidade Mackenzie, pois queria me familiarizar com o Desenvolvimento Humano e nas relações inicias que nos constitui como humanos.
Hoje, mais tranquila, quero dividir minhas experiências, contar e ouvir.

2 comentários

Clique aqui para fazer um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

Assine nossa Newsletter





Advertisement