Pensar Terapias

Você acredita que você possui uma energia?

Geometry of the Soul series two. Interplay of human profile and abstract elements on the subject of spirituality, science, creativity and human mind

Um dia, um homem (Thomas Edison) acreditou na imaginação de sua cabeça e criou a lâmpada elétrica incandescente.

Quando era uma criança de 8 anos, foi visto como confuso da cabeça. O professor dizia: “O garoto é confuso da cabeça, não consegue aprender.” Era agitado e perguntador, que se recusava a decorar as lições, como faziam todos os outros alunos – e ainda escutava mal. (site superinteressante- Thomas Edison o gênio da lâmpada)

Thomas Edison conseguiu concretizar a existência da energia na luz da lâmpada incandescente para quem não pudesse acreditar que a luz (energia) fosse algo possível de ser reproduzida e controlada pelo homem. Ele acreditou nesta possibilidade e com isto revolucionou o mundo com a sua descoberta e trouxe a utilidade da energia para a vida.

É possível ver, sentir e perceber a energia presente o tempo todo e em tudo. Se o nosso corpo é capaz de receber a energia que está na tomada do ambiente que nos cerca (quando tocamos nela), isto significa que somos doadores e receptores de energia. Ou seja, o nosso corpo possui uma força de atração carregada por partículas de carga elétrica, é o nosso campo vibracional energético. O corpo é um organismo que pulsa(como o coração), a energia é lançada para o exterior e absorvida para o interior.

Alguma vez você já tocou em alguém ou encostou-se ao carro e sentiu um “choque”? Ou já fez a brincadeira de pegar um pedacinho de papel com a carga elétrica que o cabelo produziu no plástico de caneta?  Então… o nosso corpo também é um fio condutor de energia e por isso trocamos energia com as “coisas” e com as pessoas. Cada indivíduo e cada “coisa” possui um campo energético.  Porém, os fios que podemos ver nos ambientes, são fios que possuem um revestimento, uma proteção ou uma capa que barra ou bloqueia a troca com o exterior; é o material isolante da energia que contorna o material condutor que passa a energia. E com este pensamento irei exemplificar sobre a nossa energia que atua no nosso campo vibracional emocional.

Somos criações celulares, assim como a natureza que nos cerca.Estamos trocando energia constantemente com o nosso ambiente e o que contém o ambiente, podendo ser pessoas, plantas, objetos, ou seja, “coisas”.

O corpo, a mente e a alma atuam em conjunto e reflete o equilíbrio e/ou desequilíbrio de nossa natureza interna. E por falar em natureza, relacionarei a natureza com o nosso mundo interno das emoções que a medicina chinesa trata dos seus pacientes para exemplificar o equilíbrio e/ou desiquilíbrio, a falta ou excesso atuando no nosso corpo e consequentemente nas nossas atitudes.

O fogo mantém a nossa chama acesa para criarmos o movimento.

A água mantém o fluxo da nossa energia ativa para criarmos a flexibilidade.

O ar mantém a suavidade da liberdade.

A terra mantém os pés no chão para colhermos nossos frutos.

O metal é um instrumento que colabora para a manutenção de nossa criação.

Separados não há nada que possamos fazer… A natureza está intimamente conectada com as nossas atitudes.

Se o fogo está fraco, não temos força para o movimento.

Se a água está congelada, não temos a energia ativa e flexível.

Se o ar está parado, não temos liberdade.

Se a terra está “dura”, não temos um terreno fértil para a colheita.

Se o metal está em desuso, não temos a criação.

O corpo precisa de mente ativa e da alma livre para seu equilíbrio.

Quando existe um sentimento reprimido ou existe uma lei interna muito rígida ou sentimentos de angústia que atrapalham a rotina da vida ou as dificuldades que impedem algum movimento ou precisamos manter uma posição firme e forte ou simplesmente porque existe uma demanda interna e sente a necessidade de trabalhar com um profissional, isto é uma percepção de que existe um corpo e uma mente que quer mais atenção para tranquilizar o que falta e o que está em excesso.

Fernanda Moracci Engelberg

Fernanda Moracci Engelberg

Minha formação acadêmica foi na Universidade Anhembi Morumbi, realizei o curso de Farmácia, porém resolvi mudar de área quando conheci a terapia dos Florais.

Hoje atuo como Psicanalista e gosto de unir o tratamento dos Florais de Saint Germain. O que não é necessariamente usado em conjunto, pois isto depende da demanda do paciente. O sujeito é único com suas crenças e valores de vida.

A psicanálise surgiu em minha vida para aprofundar os meus conhecimentos. E não pretendo parar, pois estamos em constante mudança e os estudos nos fazem crescer.

Amo trabalhar com a mente, corpo e essência das pessoas.

As Instituições que me formaram foram:
Faculdade Anhembi Morumbi, curso de Farmácia
Instituto Luz, curso de Terapias Complementares
Centro de Estudos Psicanaliticos, curso de Psicanálise

Fernanda Moracci Engelberg -Psicanalista

(11) 9 8555-5637

Comentar

Clique aqui para fazer um comentário

Últimos artigos

Assine nossa Newsletter