Bem-estar Sentir

PARA ENVELHECER É PRECISO CORAGEM?

Envelhecer não é para qualquer um!

Vivemos uma cultura onde permanecer jovem a qualquer custo é apregoado por todo lado! Cremes, plástica rejuvenescedora, exercícios faciais, mas não somos preparados para ter uma vida longa e feliz.

Vejam que não falo em envelhecimento saudável, pois para isso, deveríamos nos preparar desde sempre, com uma alimentação balanceada, exercícios físicos e mentais, alem de buscar estar sempre em atividade social, convivendo com amigos e familiares de forma generosa e sabia.

Só que vamos nos dar conta disso tudo quando a velhice se avizinha.

 

E agora?

Ouvindo uma palestra da Dra Ana Claudia Arantes(visite o link ,https://youtu.be/zcj5DVTcilw, )geriatra e especialista em cuidados paliativos, onde fala da chegada da idade como uma situação irreversível: a outra opção possível em evitar o envelhecimento, seria não chegar a maturidade, ou seja , morrer jovem!

Isso ninguém quer, não é mesmo?

Enfim, adentrar por este período cheio de perdas, não só de entes queridos, mas também de certas habilidades, e abrir mão da juventude não é para principiantes nem desavisados.

Mas perder a juventude, não implica em perder a jovialidade nem a alegria de viver.

Buscar aprender coisas novas, não tem idade, alias, o prazer que estas conquistas trazem, são vividas com um sabor muito especial! Cantar, ouvir e tocar musica, trazem um bem estar e uma ativação das áreas cognitivas.

Buscar amigos, jogar conversa fora, tomar um chá sem pressa…Descobrir o que traz alegria, ouvir pássaros que vivem e nos encantam , mesmo na cidade grande, e diminuir as exigências e urgências, pois estamos todos caminhando para o mesmo lugar: Olhar para traz, pensar no que passou, não leva a nada, pois o tempo não volta.

O ideal é seguir com coragem buscando dentro de si a gratidão em estar vivo e saber que mais adiante, provavelmente vamos precisar de ajuda e acompanhamento. Que iremos sim, dar trabalho e ter coragem de ser gratos e saber que estamos fazendo o possível para ter uma velhice tranquila.

É ou não necessário coragem para enfrentar tudo que ainda nos espera? O que acham?

Até o próximo encontro!

Miriam Halpern

Psicologa e psicanalista

mhalperng@gmail.com

 

* visite :https://youtu.be/zcj5DVTcilw

Agradecemos  os ensinamentos precisosos de    Dra Ana Claudia Arantes

 

Miriam Halpern

Miriam Halpern

Miriam Halpern, Psicóloga, mãe e avó. Hobby preferido, viajar e conhecer o modo de vida de outros países e culturas.
Fiz psicologia, já com os 3 filhos em casa. Fui mãe tempo integral durante 8 anos, ate que, estimulada por problemas domésticos (o filho do meio nasceu
deficiente auditivo), procurei me profissionalizar em escutar e ajudar famílias que passavam pelo mesmo que eu. Desde então não parei de estudar e trabalhar.
Após o curso de psicologia, fiz formação em Psicanálise na Sociedade Brasileira de Psicanálise de São Paulo, instituição ligada a International Psychoanalitical Association de Londres, da qual sou membro efetivo e
docente.
Não satisfeita, fiz mestrado em Distúrbios do Desenvolvimento, na Universidade Mackenzie, pois queria me familiarizar com o Desenvolvimento Humano e nas relações inicias que nos constitui como humanos.
Hoje, mais tranquila, quero dividir minhas experiências, contar e ouvir.

2 comentários

Clique aqui para fazer um comentário

Esse site utiliza o Akismet para reduzir spam. Aprenda como seus dados de comentários são processados.

  • Eu diria que é preciso coragem para persistir na vida. ¨Não deixar a peteca cair “. Seguir em frente se gostando, se reinventando, construindo e realizando sonhos. Neste último sábado fui à festa de aniversário de uma jovem prima de 85 anos. Sua forma de enxergar a vida é muito inspiradora. Ela é a prova de que não é a idade que envelhece as pessoas. Idade é apenas um número.

Assine nossa Newsletter





Advertisement